Economia de Subsistência…

domingo, 21 ago 2011; \33\UTC\UTC\k 33 Deixe um comentário Go to comments

O blog Daily Infographic publicou um infográfico bastante interessante (que pode ser lido no seguinte link: What You Need to Live Off the Land): pra se manter uma economia de subsistência, vivendo-se sustentavelmente da terra, é preciso um pedaço de terra de aproximadamente 90 4.046,85642 8.093,71284 m2 (i.e., 2 acres: algo como um terreno quadrado com 89,9650646 m de lado).

Ou seja, estimando-se em 25 milhões de pessoas o número da fome de terra, estamos falando em cerca de 202.500 Km2 — isto é, aproximadamente 37% da área da França, ou cerca de 57% da área da Alemanha.

vivendo da terra

Vivendo da terra

About these ads
  1. segunda-feira, 22 ago 2011; \34\UTC\UTC\k 34 às 07:31:36 EDT | #1

    Olá Daniel,
    interessantíssimo esse infográfico!
    Só tenho uma correção: 1 acre vale aproximadamente 4046 m². :)

    abraços!

    • segunda-feira, 22 ago 2011; \34\UTC\UTC\k 34 às 09:43:38 EDT | #2

      @Rodrigo: pra variar, os dedos foram mais rápidos que a cabeça. :razz:

      Obrigado pela correção: já arrumei o texto. Espero que esteja tudo certo agora. ;-)

  2. Mateus Daitx
    segunda-feira, 22 ago 2011; \34\UTC\UTC\k 34 às 11:22:37 EDT | #3

    Ainda precisa de uma correção ali, o tamanho da terra em M2 está equivalente a apenas 1 acre, e não dois como apontado no gráfico original. Mas de cara eu já aponto um erro do original: o cálculo para a carne está errado, porque leva em consideração só o espaço pros bichos viverem (ainda por cima em criação intensiva) e não para a produção de ração para eles, terceirizando isso para algum outro produtor, ou seja, terceiriza o problema (não fecha todo o ciclo). E sinceramente, comer carne não é lá muito sustentável: a galinha “orgânica”, que é a carne “orgânica” mais comum de se encontrar por aí, precisa de 7 quilos de ração (entre trigo, milho e soja) para cada quilo de carne produzida. Ovinos e Bovinos são melhores nesse sentido, pois podem se manter (dependendo da raça) somente com pasto até o ponto de abate, mas aí precisam de uma área maior para viver e se alimentar. Além disso, tem coisa que vale muito mais a pena produzir em maior quantidade, então essa idéia de auto-sustentabilidade é até meio egoísta, porque na real viver em comunidade ou ao menos trocar cultivos com o vizinho (tipo, tu planta trigo e ele planta milho) é bem mais sustentável. No mais, eles estão levando em conta que tu vai pegar uma terra das melhores do mundo, onde tudo que é plantado pode ser colhido sem problemas, com rendimentos homogêneos para qualquer variedade, e isso é bem raro de se conseguir por aí. Faltou também incluir no cálculo energético a questão de transporte (bicicleta/motocicleta/automóvel) e maquinário necessário para o plantio/cultivo/colheita e processamento de todo alimento. Enfim, uma proposta interessante mas os cálculos estão subestimados.

    • segunda-feira, 22 ago 2011; \34\UTC\UTC\k 34 às 11:47:19 EDT | #4

      @Mateus: Arre! Espero que, finalmente, não tenha mais nenhum ‘fator de 2′ voando por aí — definitivamente, números inteiros não são o meu forte. :razz:

      Quanto aos seus comentários, vc está coberto de razão: essa é apenas uma estimativa bastante ingênua e conservadora, que como vc bem apontou não está levando em conta uma série de fatores relevantes.

      Agora, a gente também pode tentar estimar esse erro que está sendo feito… fazer um “aprochutadamente”: por quanto vc acha que esse cálculo está subestimado? Uns 50%?

      Se o número mágico passar a ser cerca de 3 acres (ie, quase 2 campos de futebol com as medidas oficiais da FIFA), contando-se ainda uma população de 25 milhões de pessoas, nós chegamos na área equivalente a ~60% da França ou ~90% da Alemanha!

      Ou seja, pra se alimentar ~25 milhões de pessoas com uma economia de subsistência é preciso dum país do tamanho da Alemanha.

      A pergunta que fica continua sendo a mesma: Cientificamente falando (dados os números acima), faz sentido se falar em economia de subsistência? Quais seriam as alternativas mais viáveis?

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 67 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: