Arquivos

Posts Tagged ‘Oliver Sacks’

O comprimido vermelho…

terça-feira, 30 jun 2009; \27\UTC\UTC\k 27 Deixe um comentário

Quem não se lembra da climática cena do filme Matrix,

quando o personagem Neo é apresentado a duas possíveis escolhas, que popularmente ficaram conhecidas como Red pill (comprimido vermelho): se ele quisesse parar sua jornada, bastava ele ingerir a pílula azul; caso contrário, se ele desejasse continuar numa incessante busca (bastante Zhūangzi: “(…) Now I do not know whether I was then a man dreaming I was a butterfly, or whether I am now a butterfly, dreaming I am a man.”) pelo conhecimento, ele deveria tomar o comprimido vermelho.

Pois bem, eu quero adicionar mais uma ‘coluna’ a minha lista: além dos Realejos e dos arXivs, eu apresento a vcs o mais novo integrante dessa famiglia (disfuncional)Comprimido Vermelho. :twisted:

Agora, além de encontrar um pouco de entretenimento e listas de artigos científicos, vc também pode encontrar artigos que se propõem a degladiar com as mazelas da vida e nos oferecem uma perspectiva, quiçá, mais iluminada da mesma, com sorte aumentando o nosso entendimento do mundo.

Vamos começar com alguns vídeos que são bem interessantes,

A entrevista com o primeiro dos monges acima (Shaolin Ulysses) ressoa bem com aquilo que eu sempre tive em mente sobre o kungfu não passar duma forma de meditação, mesmo que um pouco mais ‘agitada’ que yoga. :wink: Aliás, pra mim, Física funciona dum modo bem semelhante… :wink:

Vamos engatar uma 5ª agora e morder uns assuntinhos um pouco mais ‘das trevas’: indústria armamentícia e seus tentáculos, Wall Street e seu sonho de poder (monetário, claro), e um extra, sobre o que significa liberalismo, ciência, e tecnocracia no mundo atual, com um tempero de democracia digital.

De sobremesa, eu deixo dois artigos que considero extremamente interessantes,

  • Urban Paradox — Why the future of humanity and the long-term sustainability of the planet are inextricably linked to the fate of our cities
  • Evolution “for the Good of the Group” — The process known as group selection was once accepted unthinkingly, then was widely discredited; it’s time for a more discriminating assessment (quem não tiver acesso ao link, pode tentar ir direto para o PDF (684Kb))

A lição a ser aprendida nesses dois últimos links — e, com sorte, a ser colocada em contexto e comparação com os links do grupo anterior — tem o seguinte nome: Superorganismo (ver mais em: A Brief History of the Superorganism, Part One, A Brief History of the Superorganism, Part Two, The Superorganism, Teoria dos Jogos).

Diversão garantida! :twisted:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 66 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: