Arquivo

Archive for sábado, 24 jan 2009; \04\America/New_York\America/New_York\k 04

Relatividade: ainda válida.

sábado, 24 jan 2009; \04\America/New_York\America/New_York\k 04 4 comentários

O princípio de relatividade é um dos mais fundamentais da física, portanto é obrigação dos físicos testá-lo até o extremo 🙂 Uma forma simples de fazer isso é escrever todas as interações imagináveis das partículas conhecidas que possam violar a Relatividade. Análise dimensional ajuda nessas horas, porque em unidades da constante de Planck e da velocidade da luz, as energias de interação tem unidade de massa a quarta potência: [m]4. Então, por exemplo, análise dimensional diz que a interação de dois fótons com um escalar constante é [m]5, logo essa interação (que viola a Relatividade) tem que ser acompanhada de um coeficiente 1/M onde M é alguma escala de massa. Como a relatividade é observada a primeira vista como uma boa simetria da Natureza, nós podemos adicionar uma série de termos em potências de 1/M, suprimindo as violações da relatividade pela escala de massa M. Se M for grande, as violações da relatividade são pequenas.

Alan Kostelecky da Universidade Indiana e outros fizeram uma lista sistemática de todos os acoplamentos imagináveis do Modelo Padrão que poderiam violar a Relatividade. Na última quinta-feira, ele apresentou uma tabela atualizada com o resumo dos dados experimentais que tentaram medir essas interações. A maioria são medidas de alta precisão em física atômica e matéria condensada.

A situação presente dos testes é que se há interações que violam a Relatividade dentro desse formalismo, elas estão suprimidas por fatores que vão de 1020 GeV até 1040 GeV. Para uma idéia, a massa de Planck, a escala de massa a partir da qual a gravidade se torna importante, é 1019 GeV… Parece que podemos confiar na validade da Relatividade até a teoria de cordas entrar em ação. 😉

Categorias:Ars Physica Tags:
%d blogueiros gostam disto: