Início > arXiv, Economia, Economia Brasileira, Futurologia, q-fin > Esperteza no Mercado Financeiro…

Esperteza no Mercado Financeiro…

terça-feira, 10 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 Deixe um comentário Go to comments

Já não é de hoje que eu ando ouvindo as trombetas do apocalipse culpando os “analistas quantitativos” (chamados de “quants”) pela infâme crise financeira atual: segundo voz corrente em Wall Street, “a culpa de tudo é desses PhDs”,

“Quants occupy a revealing niche in modern capitalism. They make a lot of money but not as much as the traders who tease them and treat them like geeks. Until recently they rarely made partner at places like Goldman Sachs. In some quarters they get blamed for the current breakdown — “All I can say is, beware of geeks bearing formulas,” Warren Buffett said on “The Charlie Rose Show” last fall. Even the quants tend to agree that what they do is not quite science.”

Ou seja, no final das contas, eis o que está em jogo: Quanto mais “racionalização” (i.e., o trabalho dos quants) se tenta introduzir no tal “mercado financeiro”, pior fica a situação!😥

Efetivamente, isso até faz sentido (nem acredito que falei isso — se protejam dos raios!👿 ), uma vez que o tal “mercado financeiro” foi construído, historicamente, por forças que só viam uma maximização selvagem dos lucros, sem racionalidade nenhuma, quiçá ser passível de modelagem matemática. De fato, é como tentar se domar uma besta selvagem… com sete cabeças!😯

Muita ingenuidade é acreditar que se pode simplesmente colocar um bando de gente modelando algo que, ainda hoje, contém forças intensas que não querem se submeter a nenhum tipo de racionalização (uma vez que, mais cedo ou mais tarde, isso acaba implicando numa racionalização dos lucros, i.e., vc não ganha tão selvagemente mas também não perde tanto dinheiro a ponto de causar uma epopéia mundial, como essa que estamos vivendo❗ ).

O que é mais triste de tudo isso — absolutamente triste😥 — é a idéia de que todo esse impasse não passa duma reinvenção da famigerada Guerra das Ciências (leia mais em Phony Science Wars, The Two Cultures, Making Social Science Matter, Social Text Affair, Edge Foundation, The Third Culture). Pior ainda, como o fato é que estamos numa crise financeira (recessão a caminho duma depressão!) de proporções mundiais, envolvendo as maiores potências econômicas atuais, fica cabalmente demonstrado que irracionalidade não leva a lugar nenhum, i.e., enquanto os cães ladravam (tentando avisar que a selvageria não iria levar a lugar nenhum), a caravana ia passando incólume (sem nunca perceber o tamanho do buraco negro que estava a sua frente).

Triste é ter que notar que essa é a essência da natureza humana: a completa e total falta de comunicação, um cabo-de-guerra onde todo mundo perde…😥 Por que é tão difícil assim de finalmente darmos um passo a frente, largarmos essa irracionalidade “macho alpha” (que é a bússola guia dos “stock traders”) de lado, e partirmos em direção duma maior inclusão de razão na nossa vida como um todo, das “hard sciences” até o mercado financeiro?!

Esse é o objetivo final da chamada Terceira Cultura, que tenta construir uma ponte entre o antigo cabo-de-guerra representado pela “Guerra das Ciências”, e mover a humanidade adiante. E é isso que eu honestamente espero que deixemos como legado para as próximas gerações.

😈

  1. terça-feira, 10 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 às 20:29:38 EST

    Um outro artigo, bem menos badalado (o “They tried…” é o mais lido de hoje no NYT), intitulado “The Beautiful Machine”, publicado (há, pelo menos, um mês) no Washington Post, conta como os sabichões de Wall Street tentaram tomar das mãos dos “quants” o negócio de derivativos… e a lambança que deu…

    Os “tycoons” não vão admitir nunca o quanto são burros.

  2. terça-feira, 10 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 às 21:17:19 EST

    Só pra temperar toda essa mistura:

    Why is Jim Cramer shouting at me?.

    E, claro, pra todos aqueles que ainda acham que o Brasil vai passar incólume por essa crise (como acreditam os proponentes da “decouple theory”) — como em The One Country That Might Avoid Recession Is… — o artigo abaixo vem pra agitar as águas:

    Brazil contracts to end immunity from crisis.

    Assim como o Jim Cramer foi ridicularizado pelo Jon StewartCNBC Takedown e Moment of Zen — por ser apenas mais um dos que não sabia la respuesta, essas reportagens absolutamente conflitantes continuam aparecendo pra todo lado — será que, algum dia, haverá consenso?!😛
    😈

    []’s.

  3. sábado, 14 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 às 22:50:31 EST

    Sinceramente cara, se os agentes do mercado financeiro agissem de forma tão simples quanto maximizar os lucros, seria muito fácil prever e ganhar dinheiro.

    A coisa é muito mais complicada que isso…

  4. sábado, 14 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 às 23:05:00 EST

    😉

    Rafa, o fato de haver algumas “camadas de complicação”, “táticas elaboradas” e tudo mais, não muda muito a natureza da besta: o futebol continua sendo sobre bola na rede.😎

    []’s.

    • domingo, 15 mar 2009; \11\UTC\UTC\k 11 às 07:55:57 EST

      Só pra deixar linkado aqui também, Rafa,

      The Formula That Killed Wall Street.

      Veja, minha crítica é bastante pontual (e não tão diferente do que está nesse link, implícito): se houvesse “tanta racionalidade assim”… essa recessão simplesmente não teria acontecido. Aliás, essa linha de raciocínio me parece perigosa… porque acaba levando diretamente nas “Science Wars” — que é um absurdo.😛

      O fato é, ‘quants’ (“model builders”) e ‘traders/brokers’ não poderiam pertencer a times mais diferentes… e, Wall Street nunca foi guiada por ‘quants’, quiçá domada por eles…! (Veja a diferença, e.g., entre Renaissance Tech e D.E. Shaw e o Citibank ou Merryl Linch ou Goldman Sachs — essa é a diferença entre ‘quants’ e ‘brokers’!😛 ) Aliás, o que eu sei, é que os ‘quants’ sempre foram vistos como os ‘geeks de Wall Street’, no sentido mais pejorativo que isso pode ter.

      Então, dentro do que eu conheço (que pode ser algo limitado mas não é fantasia), ‘racionalidade’ nem ‘lógica’ eram padrões que guiavam qualquer coisa. Portanto, o que sobra?

      Homem primata/ Capitalismo selvagem…

      []’s.

  5. quinta-feira, 26 mar 2009; \13\UTC\UTC\k 13 às 10:39:27 EST

    Esse artigo recente da Rolling Stone mostra as víceras da crise sem pudores… e, de quebra, dá o peso correto aos tais “modelos matemáticos” que foram usados,

    The Big Takeover.

    Em particular, fica claro porque tanto a D.E. Shaw quanto a Renaissance Tech ainda não perderam dinheiro em meio a todo esse lamaçal… e, pior ainda, continuam contratando gente!😯

    []’s.

  6. quinta-feira, 26 mar 2009; \13\UTC\UTC\k 13 às 17:12:04 EST

    Continuando na seqüência de artigos complementares,

    Goodbye, Homo economicus,

    The economics profession must bear a lot of the blame for the current crisis. If it is to become useful again it must undergo an intellectual revolution—becoming both broader and more modest

    []’s.

  1. quinta-feira, 26 mar 2009; \13\UTC\UTC\k 13 às 12:21:41 EST

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: