Arquivo

Archive for terça-feira, 15 fev 2011; \07\America/New_York\America/New_York\k 07

Would the Bard Have Survived the Web?

terça-feira, 15 fev 2011; \07\America/New_York\America/New_York\k 07 3 comentários

O New York Times tem um artigo de opinião de hoje entitulado Would the Bard Have Survived the Web? (“Teriam os menestréis sobrevivido a Internet?”, tradução livre). Vcs podem ler o artigo em Inglês seguindo o link acima, ou, se preferirem, podem ler a tradução para pt_BR via Google Translate.

Aqui vão meus comentários sobre o assunto:

  • Poor understanding of the concept of “market”, as it was done in the past and as it is done today, in our “Information Era”;
  • Poor understanding of the concept of “intellectual property” and “copyright”;
  • Pathetically dismissive argument against “[a] handful of law professors and other experts”: a 6-line paragraph? Out of which, only a single phrase address the actual point?! Seriously, this is the best these 3 people could do to ground their defense in solid and robust arguments?! They couldn’t even come up with a typical list of pros and cons? Deconstructing this 1-paragraph argument is really a silly exercise: the misunderstanding of the differences between “Science” and “Technology” is enough to make this 1-paragraph self-destructive. This is pretty shameful… 😦
  • Here are a couple of question that i would like answer: if “Science” had patented some of its *basic* and *fundamental* research outcomes, like the following, what would these same folks be saying, what would their tune be: electromagnetism (TV, radio), quantum mechanics (modern electronics, semiconductor devices, X-rays, MRIs, etc), general relativity (GPS; fluid mechanics: think missiles and torpedos)? What would happen if all of these *fundamental research* discoveries had been patented, copyrighted and “intellectual property-ed”?! Science, Physics in fact, would definitely not need any government support today, nor run the risk to have DOE’s budget completely slashed (regarding research support).
  • And, the cherry on the top of this piece, is the constant comparison with the Dark Ages, with the Medieval Times… seriously: the world really did not change since then?! Over 300 years have passed and the best these 3 gentlemen can do is propose a “market” as it was done over 3 centuries ago? This is their *very best* solution to address their “problem”? Do they even understand that the very concept of “market” has changed in these 3 centuries? Do they understand that the very core of their issue is exactly the grasping to understand what the “Web” really means and how to best use it? Do they realize that people don’t quite know what to do with this deluge of information and possibilities coming from the Web? :sigh: 😦

A blogesfera de física

terça-feira, 15 fev 2011; \07\America/New_York\America/New_York\k 07 Deixe um comentário

A blogesfera de física tem noticiado constantemente como a atual crise financeira tem afetado o financiamento de física, principalmente nos EUA. Vejam, por exemplo:

Proposed Budget Cuts (Dynamics of Cats)

DOE Office Of Science Faces Severe Budget Cuts (Physics and Physicists)

Budget News (Not Even Wrong)

Budget Problems Facind the US (Quantum Diaries)

A tale of 2 budgets (AstroBetter)

Science Budget: The White House Proposal (Cosmic Variance)

We are broke or not? Where is the data? (Life as a physicist)

Threat To US Science – Your Immediate Actions Requested (Physics and Physicists)

A situação do DOE a gente já discutiu bastante aqui também, já que ele é o principal financiador dos laboratórios de física de altas energias, como o Fermilab e o BNL. Não deve ser fácil ter que estar na pele do Pier Oddone, atual diretor do Fermilab, que não só está tendo que passar por essa fase financeira difícil (ter o projeto DUSEL cancelado recentemente foi uma grande facada) mas também por ser o diretor que vai fechar o Tevatron. Claro que ele não é o único responsável por isso, o plano a longo prazo do Fermilab vem sendo delimitado a algum tempo, mas ele é que tem que responder as perguntas dos cientistas e usuários do laboratório.

Ele tem dado várias entrevistas que tenho acompanhado de perto e algumas tem sido muito interessantes. As perguntas nem sempre são muito boas, porque as pessoas tendem a fazer perguntas para as quais apenas uma resposta é plausível, aqueles tipos de perguntas que uma pessoa num cargo político como o dele só podem responder da forma mais evasiva possível. Contudo, algumas respostas foram reveladoras.

Aparentemente, por trás dos panos, os planos do LHC não parar em 2012 foram relevantes para a decisão de não estender a vida útil do Tevatron. Numa outra sessão de perguntas, um usuário do laboratório perguntou o que poderia ser feito para agariar mais dinheiro para física de altas energias. A resposta foi muito instrutiva: ele começou lembrando que em épocas de crise é natural que o dinheiro para financiamento de pesquisa se desequilibre para o lado da pesquisa aplicada, já que essa tem maior potencial de aplicação a curto prazo e de gerar crescimento industrial e comercial.

Ele seguiu dizendo que física de altas energias está recebendo cada vez menos dinheiro porque não está fazendo nada surpreendente, nada novo. Eu acho que entendo o que ele quis dizer com isso e acho que concordo. Foi interessante ouvir ele dizer que relatórios técnicos de 100 páginas não são mais suficientes para convencer que seu projeto merece ser financiado. Hoje em dia é necessário escrever blogs, usar o twitter, divulgar as novidades científicas através da internet em tempo real e com acesso livre e universal.

Eu sei que todo mundo aqui nesse blog bate nessa tecla já há muitos anos, mas tem coisas que ainda me surpreendem. Outro dia estava ouvindo essa mesa redonda que aconteceu no Campus Party BR de 2010 sobre science blogging:

CPBR10 – Blog. Debate: Blogs de ciência

em que participaram alguns coleguinhas que, como nós aqui, são blogueiros de ciência. Eu fiquei impressionado em saber que a própria comunidade científica vê com maus olhos as pessoas que escrevem blogs sobre ciência. Me parece meio contraditório no cenário atual. Pensem sobre isso.

Categorias:Ars Physica
%d blogueiros gostam disto: