Archive

Archive for the ‘Personal’ Category

O futuro da revisão-por-pares…

terça-feira, 8 fev 2011; \06\UTC\UTC\k 06 2 comentários

Depois da invenção dos arXivs, o problema de distribuição de publicações científicas foi efetivamente resolvido. Dessa forma, o papel dos jornais acadêmicos ficou essencialmente resumido à revisão-por-pares. Ou seja, no frigir dos ovos, o valor agregado que as jornais acadêmicos acrescentam aos artigos é apenas a revisão-por-pares, uma vez que a distribuição desses artigos não é mais problema na Era da Informação.

[N.B.: Pense em termos de uns 400 anos atrás, na época de Galileu: era preciso um manuscrito viajar de cavalo ou barco para que sua distribuição fosse efetivada. Claro que as coisas melhoraram com o correio moderno e com a invenção dos aviões… mas, no final das contas, o processo de distribuição continuava o mesmo em sua natureza: era preciso haver uma mudança física, mecânica, de um lugar para outro. Hoje em dia isso não é mais verdade: organizar, colecionar e distribuir artigos é uma tarefa essencialmente trivial: o exemplo dos arXivs sendo o mais gritante, e PLoS sendo um segundo exemplo. Infelizmente, eu não conheço nenhum esforço dessa natureza Free-Open Access nas Humanidades nem nas Ciências Sociais: seria muito interessante conhecer esforços nessas direções.]

Entretanto, atualmente há também um movimento para “aliviar” os jornais acadêmicos inclusive dessa atividade:

Felizmente (ou não :-P ), esta não é uma idéia nova: esforços nesta direção já têm sido promovidos há anos. Vejam os exemplos abaixo,

Esses esforços costumam vir sob o nome de Ciência 2.0 — apesar de que, atualmente, já está se falando em Ciência 3.0!

[N.B.: Resumidamente, o “2.0” significa a incorporação das ferramentas de Web 2.0, enquanto que o “3.0” significa que metadata é usada de modo “decente” (ie, como a coisa foi designed para funcionar ;-) ).]

Mais ainda, há movimentos em direções ainda mais ambiciosas, como os abaixo,

Tanto o MathJobs quanto o AcademicJobsOnline têm o intuito de organizar e facilitar a busca de empregos (postdocs, professores, etc) em Matemática e Ciências em geral, respectivamente. Isso tem melhorado o processo infinitamente: antigamente, era preciso se escrever cartas de aplicação para diversas (até centenas!) e instituições; hoje em dia basta vc carregar seu material nesses sites e selecionar os empregos que vc gostou — o resto acontece automaGicamante. 8-)

De fato, nossa Era Digital trouxe ferramentas absolutamente fantásticas, que conectam o mundo da pesquisa de modo nunca d’antes navegado… Claro, como toda espada, esta também tem dois gumes: o ‘lado negro’ de toda essa facilidade e conectividade é o atual campo da cienciometria, onde se acredita que é possível se mensurar “criatividade científica” através de índices que, na melhor das hipóteses, são apenas parciais (ie, são índices cujo significado estatístico é questionável).

Enfim, este é um momento bastante conturbado… mas que certamente não deixará “pedra sobre pedra”. ;-)

This post translated to English (en_US) (courtesy of Google Translate).

Sonhos de outono…

sexta-feira, 9 out 2009; \41\UTC\UTC\k 41 1 comentário

Pois é… estamos longe de “noites de verão” pelas bandas de cá… aliás, pior ainda, hoje o dia está chuvoso, cinzento e frio! :evil:

Então, depois de passar uns 10 dias testando o Google Wave… eu tô é doido de vontade de ver a combinação de GWave com TinyChat — e usar ambos aqui no AP! :twisted:

Agora eu já posso adicionar mais essas duas funcionalidades ao servidor dos meus sonhos. :idea:

Quem quiser colaborar e opinar sobre um “GWave do AP” e um “TinyChat do AP”… favor por a boca no trombone nos :arrow: comentários! :cool:

P.S.: Eu já dei essa diquinha antes… mas, acho que vale a pena dizer de novo: Google Wave 101.

E, de saidêra, eu deixo a seguinte diquinha: CeeVee. É uma plataforma online (leia-se Web2.0) para criação e manutenção dum CV ou Resumé. No Brasil a gente tem a Plataforma Lattes, mas não é sempre que ela é a melhor solução (principalmente na hora de gerar uma versão impressa, ou PDF, do CV). Vale a pena manter ambos sincronizados — o CeeVee é realmente o melhorzinho entre plataformas análogas. :cool:

O Nobel de Física de 2009

terça-feira, 6 out 2009; \41\UTC\UTC\k 41 4 comentários

Saiu há algumas horas os nomes laureados com o Premio Nobel de física de 2009. O chinês Charles Kao ficou com metade do prêmio por suas contribuições à comunicação com fibras óticas. A outra metade foi dividida entre o canadense Willard Boyle e  o americano George E. Smith, pela invenção dos dispositivos CCD (Charge-coupled Device)  . Para dizer a verdade conheço pouco a respeito dos nomes, mas considero a decisão de dar o prêmio para essas duas áreas muito acertada.

As duas descobertas/invenções são extremamente técnicas e podem não aparentar tão interessantes à primeira vista. Entretanto são duas descobertas técnicas que transformaram a face da Terra. Não apenas influenciaram nossa capacidade tecnológica, mas ampliaram a nossa capacidade de descobrir mais sobre o universo, afetaram de maneira irreversível nossa cultura e, eu diria sem medo de exagerar, aumentaram o potencial da nossa civilização.

Ambas são tecnologias ubíquas. Quase todos nós as usamos diariamente.

As fibras óticas, não preciso dizer, estão em um dos pilares da nossa rede global de comunicação. Nenhuma ideologia, religião, teoria economica ou doutrina política revolucionou tanto o mundo quanto a criação dessa rede. Praticamente todas as transações bancárias, chamadas telefônicas de longa distância, a comunicação entre empresas, entre pessoas, entre governos, notícias, fofocas de celebridades, bobagens, informações valiosas, colaborações científicas, informações industriais, cartas de amor…  tudo isso hoje chega ao seu destino por fibras óticas. Os diferentes cantos do planeta se comunicam instantaneamente por causa das fibras óticas e isso transformou um planeta dividido em uma civilização global. É impossível conceber o mundo funcionando como funciona hoje sem essa tecnologia.

Os dispositivos CCD, menos conhecidos talvez, estão em todas as máquinas fotográficas digitais. Mas revolucionaram muito mais do que a arte da fotografia e os álbuns de família. Talvez seja mais difícil apreciar como a difusão de uma método extremamente barato de produzir imagens instantaneamente é capaz de mudar a maneira como pensamos, conhecemos o mundo, fazemos ciência, produzimos bens e os consumimos. A revolução da imagem é sorrateira, mas eu duvido que você que lê esse texto não tem pelo menos meia dúzia de fotos suas convertidas em bits, circulando agora pelas fibras óticas que ligam o mundo!

Talvez haja tempo para depois escrever  aqui sobre os detalhes técnicos ligadas a essas técnicas, mas para apreciar o que essas técnicas fizeram pela humanidade basta olhar em volta de você.

Leia mais…

Segundo lugar no Prêmio ABC!

domingo, 20 set 2009; \38\UTC\UTC\k 38 7 comentários

Estava eu aqui, a trabalhar num artigo sobre espaços-tempo 6-dimensional que decaem espontaneamente para 4-dimensões… quando resolvi dar uma olhada no meu twitter e descobri uma maravilha,

O Ars Physica ganhou o 2º Lugar no Prêmio ABC de Blogs Científicos! :twisted:

(Ver mais sobre o Prêmio ABC no link Prêmio ABC para blogs científicios (UPDATE 11/09/2009).)

Eu gostaria de agradecer a todos os blogs e blogueiros participantes, assim como os envolvidos com o prêmio e com a tabulação dos resultados, e, claro, a todos os que votaram, tanto no Ars como no geral — excelente trabalho pessoal! :smile:

Quem quiser continuar lendo, pode seguir o link abaixo… :wink:
Leia mais…

O realejo do dia…

terça-feira, 8 set 2009; \37\UTC\UTC\k 37 Deixe um comentário

“Life is a comedy for those who think… and a tragedy for those who feel.”Horace Walpole

(“A vida é uma comédia praqueles que pensam… e uma tragédia praqueles que sentem.”)

Pra quem gostou da citação, aí vão mais algumas: citações de Horace Walpole. :smile:

Celebração…

terça-feira, 25 ago 2009; \35\UTC\UTC\k 35 5 comentários

Hoje é um dia de celebração: 400 anos atrás, Galileo inventava o telescópio :!:

Até o Google tem um ‘doodle’ (um “desenhinho” :wink: ) pra comemorar,

Galileo doodle

Galileo doodle

Então, tomando um pouco de licensa poética, eu diria que uma das ferramentas da Ciência moderna vem em forma de Tecnologia da Informação: do armazenamento de dados (petabytes) à análise dos mesmos em ‘clouds’… até os blogs usados na divulgação científica; o modo como fazemos e entendemos a Ciência mudou um tanto dos últimos anos pra cá.

Do nosso lado, aqui no AP, nós batemos uma marca pessoal: 1001 comentários! O primeiro post do AP é de 2008-Sep-26, exatamente 11 meses atrás. Nesses ~330 dias, além dos 1001 comentários, também tivemos 249 posts! Isso nos dá uma média de aproximadamente 6 posts por semana (5.3, pra ser preciso) e 4 comentários pra cada post — nada mal, não?! :mrgreen:

Prum blog que ainda não completou um ano, termos uma média de 1 post pra cada dia útil da semana, com 4 comentários em cada um… e numa área como a Física, que não é das mais populares… com textos que nem sempre são os mais “acessíveis”… eu acho que estamos começando com o pé direito — o que vcs acham?! :twisted:

Então, pra fechar, o que vcs pensam, leitores — como vcs melhorariam nosso blog? :idea:

[]’s.

Compilando o Chromium no Mac…

terça-feira, 2 jun 2009; \23\UTC\UTC\k 23 1 comentário

Como eu tinha pouca coisa pra ler ontem — :shock: :roll: —, decidi testar minhas habilidades ‘compiladorísticas’ e ver se conseguia compilar o Chromium no Mac.

Como vcs devem saber, ainda não há um ‘build’ do Google Chrome nem pra GNU/Linux nem pro Mac OS X. Mas, usando o código open-source do Chrome (chamado Chromium), é possível simplesmente se compilar o danado e ver no que dá. No caso do Mac, basta seguir as instruções em MacBuildInstructions. E foi exatamente o que eu fiz. O resultado vcs podem ver abaixo… :twisted:

Google Chromium no Mac OS X (10.5.7)

Google Chromium no Mac OS X (10.5.7)

P.S.: Claro, ainda há alguns problemas, como falta de suporte a UTF-8, plugins, etc. Mas, a estabilidade e velocidade do bixinho é uma surpresa agradável. :wink:

Atualizado (2009-Jun-02 @ 17:23h): Chrome For Mac “Coming Along Fine”. :wink:

Atualizado (2009-Jun-05 @ 15:52h): O time de desenvolvedores do Chromium lancou, ontem, a versao alpha do “Chrome” para Mac e GNU/Linux: Chromium Releases Official Mac, Linux Browser Alphas. Pra quem esta acompanhando esse post, isso nao faz a menor diferenca, uma vez que as versoes compiladas ‘no muque’ ja sao mais atualizadas que esse lancamento. :wink:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 70 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: