Daniel Doro Ferrante


Foto do Perfil

Caros Leitores,

Meu nome é Daniel Doro Ferrante e sou um dos contribuidores/editores aqui do Ars Physica.

Sou formado bacharel em Ciências Moleculares  pela USP, e meu M.Sc. e Ph.D. são em Física, pela Brown University (em Providence, RI) — mais especificamente, em Teoria das Altas Energias.

Atualmente, sou Research Faculty na Brown University (em Providence, RI).

[Já fui Postdoctoral Research Associate na Syracuse University (em Syracuse, NY), e Visiting Scientist na Brown University (em Providence, RI).]

Eu trabalho com aspectos matemáticos e não-perturbativos em teorias quânticas de campos e suas relações com quebra espontânea de simetria (global ou local — e como o espaço de parâmetros então escolhido, e sua topologia, determina a quantização do sistema); quantização topológica (que pode ser relacionada ao tópico anterior via Teoremas de Índice); espaços não-comutativos e geometrias espectrais e suas relações com os processos de quantização por deformação e quantização geométrica; ‘D-modules’; ‘Higgs bundles’; ‘geometric Langlands duality’ e dualidades em geral (simetria modular, ‘mirror symmetry’, AdS/CFT, etc); campos quânticos em espaços curvos; e afins — e suas relações com a Gravitação Quântica. Meus artigos científicos podem ser encontrados nos arXivs, ou no SPIRES, e esse é meu currículo Lattes.

De quebra, venho usando e administrando GNU/Linux desde 1994 — Slackware, entre 94 e 95 (será que ainda existe quem se lembre da Yggdrasil e seu ‘Linux Bible’?😉 ), e Debian, desde ver 0.93R5😉 —, o que acabou fazendo com que eu tenha uma certa “presença virtual”.😉

Por essas e outras, eu comecei a blogar em April 25, 2003 @ 05:28 PM (segundo consta dos Anais da Internet, isso me torna o blogueiro científico mais antigo do Brasil!😈 ) e por várias razões troquei de plataforma algumas vezes: Movable Type, WordPress, Blogger, etc. Apesar deu ainda ter todos os posts dessas eras, ajustá-los de modo a incluí-los nessa nova empreitada é uma tarefa hercúlea demais pra ser realizada nesse momento.

Duas das razões que me levaram a tanta perambulação e experimentação foram as seguintes:

  • Internacionalização e Localização: até não muito tempo atrás, o uso de ISO-8891 ou UTF-8 era uma questão delicada. As razões eram variadas, indo desde o suporte de softwares à UTF-8 (e UNICODE em geral), incluindo bancos-de-dados (MySQL) e linguagens de programação (PHP) — que são os ingredientes que servem de motor para as ferramentas de blog atuais —, até quais são os melhores métodos pra se colocar matemática na Internet e como desviar dos problemas causados por HTML nesse aspecto. Isso me leva ao meu segundo ponto…
  • XHTML + MathML + SVG: esse é o método oficial, o padrão que foi definido para se renderizar matemática (símbolos, letras e caracteres diversos) via HTML — de fato, o nome da linguagem é MathML. O problema, em princípio, parece resolvido, não: há um padrão bem definido, assim como HTML, basta que os navegadores o implementem. E é aí que a gente começa a descobrir como funciona o mundo dos navegadores… principalmente do IE. Essencialmetne, o único navegador que implementa corretamente o padrão MathML é o Firefox (Gecko engine) (apesar do Opera (Presto engine) estar fazendo um esforço muito bom; o Safari (WebKit engine) simplesmente não implementa MathML) — aliás, por causa dessa e de outras razões mais fortes, eu recomendo fortemente que vc use o Ff. A partir daqui, a discussão começa a ficar bastante mais complicada, pois é preciso se considerar uma série de fatores que eu nem comecei a arranhar ainda. Então, pra resumir, basta dizer que essa não é uma tarefa simples, ao ponto de que muitos preferem simplesmente renderizar matemática usando técincas em ASCII: Math ASCII Notation.

Bom, tentar atacar esses dois problemas para poder renderizar MathML (ou alguma mensagem de aviso/erro) num blog em Português… foi uma tarefa um tanto intrincada, pra dizer o mínimo. Mas, deu pra resolver a questão e eu ainda tenho o código fonte que usei pra martelar esse problema.😈

Mas, a coisa não parou aí… claro, a Internet evoluiu, levou consigo os softwares de blogs, e tudo passou a acontecer em PHP com MySQL como ‘backend’. Nesse momento, houve outra transição nas soluções que eu já tinha encontrado acima. Isso pra não dizer que administrar o servidor onde eu rodava tudo isso já estava se tornando uma tarefa bem complicada, uma vez que era necessário que eu administrasse tanto o servidor de HTTP, assim como o ‘blog engine’ e os respectivos ‘plugins’ que eu usava!

Como isso tudo começou a tomar tempo demais e sair do controle… eu resolvi optar por uma alternativa mais simples: usar um serviço “hosted” de blogs (como esse aqui). Apesar deu ainda ter coceiras pra “arrumar tudo pra funcionar direito”… eu tento me controlar e deixar isso de lado… senão, novamente, o tempo passa a ser dedicado única e exclusivamente pra essa tarefa e não se faz mais nada.

Continuando… eu apoio o uso de criptografia para privacidade, e quem quiser me enviar encriptadas basta usar minha chave pública GPG.

Pra quem curte esse tipo de coisa, aí vai a minha genealogia acadêmica: ?Otto MenckenJohann WichmannshausenChristian HausenAbraham KaestnerJohann PfaffCarl GaußChristian GerlingJulius PlückerFelix Christian KleinCarl Louis Ferdinand von LindemannArnold SommerfeldWolfgang PauliNicholas KemmerAbdus SalamWalter GilbertGerald Guralnik.

Como hobbies, eu gosto de jogar basquete, praticar kung-fu e andar de bicicleta.

Do lado hacker/geek da coisa… como Voltaire disse:

“Posso discordar do que vc diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo!”

Nesse espírito, eu acho que vale muito a pena dar uma lida no seguinte: Filosofia GNU/FSF e Eric’s Random Writings.

Se alguém ainda sabe o que é, meu Geek Code é o seguinte:

-----BEGIN GEEK CODE BLOCK-----
Version: 3.12
GS/CS/M/P/SS/TW d-- s++:++ a? C++ UBLAVHIOS++++ P-(---) L++++ E++ W+++ N+++ o++++ K w---
!O M V- PS+++ PE Y++ PGP++ t-- 5- X-- R* tv b++++ DI++ D
G++ e+++++ h* r y++
ma+++ k+++ !F/F4 !X
------END GEEK CODE BLOCK------

A última linha do Geek Code acima precisa ser interpretada via Phil Stracchino’s weapons extension.

Eu sou muito contra SPAM, (“Unsolicited Commercial Email”, UCE; e/ou “Unsolicited Bulk Email”, UBE), e todas as suas conseqüências horríveis para a Internet. Nessa categoria se encontram não só as mensagens (UCE/UBE) propriamente ditas, mas também todos os clientes (programa pra ler email) e servidores de email que não seguem os padrões da Internet Mail Consortium, o que acaba causando que as mensagens que trafegam por esses softwares sejam classificadas como SPAM.

No quesito “política” e posições pessoais, eu costumo concorda com Sócrates:

“Eu realmente era um homem honesto demais pra ser um político e viver.”

“Palavras falsas não só são más por si sós, mas elas infectam a alma com o mal.”

“Um homem honesto é sempre uma criança.”

Ou, como diz o Devil’s Dictionary:

“POLITICS, n. A strife of interests masquerading as a contest of principles. The conduct of public affairs for private advantage.”

(POLÍTICA, subst. Uma discussão [acalorada] de interesses disfarçada como uma questão de princípios. A conduta de assuntos públicos para vantagens pessoais.)

Mas, o Richard Stallman deu uma palestra (que eu assisti — aliás, almocei com ele!😎 ) na Brown em 2003 e eu tenho que confessar: “O entusiasmo, força, e tenacidade dele, assim como os ideais que ele defende, são realmente impressionantes, até porque já têm durado tantos anos!” E dentre tudo que ele disse durante as 2h de palestra, a seguinte frase me marcou: “You cannot be apolitical, you must have a position on issues!”

Ou seja, o truque está em não deixarmos, dentro da medida do possível e das nossas escolhas pessoais, que alguém faça o nosso trabalho, que alguém represente os nossos interesses: temos que ser pró-ativos para que a sociedade realmente funcione de modo um pouco mais ideal!

Eis uma lista da onde vcs podem me encontrar na Internet:

É isso aí!😈

Posts Selecionados…

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. domingo, 26 out 2008; \43\UTC\UTC\k 43 às 09:12:59 EST
  2. quarta-feira, 3 dez 2008; \49\UTC\UTC\k 49 às 14:53:41 EST
  3. domingo, 22 fev 2009; \08\UTC\UTC\k 08 às 12:53:24 EST
  4. domingo, 8 mar 2009; \10\UTC\UTC\k 10 às 14:40:42 EST
  5. segunda-feira, 23 mar 2009; \13\UTC\UTC\k 13 às 15:52:05 EST
  6. quinta-feira, 18 ago 2011; \33\UTC\UTC\k 33 às 11:52:52 EST
  7. sábado, 20 jul 2013; \29\UTC\UTC\k 29 às 17:43:56 EST
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: