Arquivo

Posts Tagged ‘Grothendieck’

Grothendieck, Sistemas Dinâmicos, Dualidade de Langlands e Higgs Bundles…

sábado, 31 out 2009; \44\America/New_York\America/New_York\k 44 Deixe um comentário

Por falta de coisa melhor pra fazer num sábado de Halloween, à noite, …, eu estou aqui, lendo o artigo

e pensando na conexão dele com Local Dynamical Systems e Dinâmica Topológica (juntamente com Topological entropy), principalmente no contexto de Higgs bundles and local systems ou The Self-Duality Equations on a Riemann Surface — isso pra não falar em A mad day’s work: from Grothendieck to Connes and Kontsevich The evolution of concepts of space and symmetry, ou, melhor ainda, na continuação analítica de TFTs.

Taí o que me tira o sono… 👿

(Atualizado (2009-Nov-01 @ 11:30h): Pra “apimentar” ainda mais essa mistura toda, pensar em termos de Discrete gauge theory: from lattices to TQFT também corrói…, afinal de contas, o T. Tao, acima, descreve tudo de modo simplicial, combinatório — e o que é Lattice QFT senão uma versão discretizada, simplicial, de QFTs contínuas? 😛 E já existem técnicas robustas pra se discretizar via ‘lattices’ que não são apenas o ingênuo ‘lattice’ cúbico — muito dessa tecnologia foi desenvolvida pra simulações numéricas de GR; aliás, mais ainda, hoje em dia, já é possível até se construir ‘lattices’ supersimétricos. Resumindo: no final das contas, é possível até se pensar em simulações numéricas dessas construções! 😯 )

Mas, agora é hora de fazer uma boquinha… 😎

P.S.: Claro, o relógio abaixo também me tira o sono… 😈

Suunto Elementum Terra with the negative display and the stainless steel bracelet

Suunto Elementum Terra with the negative display and the stainless steel bracelet

A semana nos arXivs…

terça-feira, 20 out 2009; \43\America/New_York\America/New_York\k 43 1 comentário


E, pra quem ainda não sabe, o Michael Green (um dos autores dos volumes Superstring theory: Introduction e Superstring theory: Loop Amplitudes, Anomalies and Phenomenology — ainda um dos melhores livros sobre o assunto) foi o escolhido pra substituir o Hawking na Cátedra Lucasiana: Michael Green elected to Hawking’s Cambridge post — entre outros, o Witten e o Maldacena declinaram a oferta.

%d blogueiros gostam disto: